Três programas de verão que não são na praia

Só quem vive no Rio Grande do Sul é capaz de entender o calor que faz no estado, sempre lembrado pelo frio por quem é de fora. Alguns dias nos fazem acreditar, inclusive, que o segundo sol do Nando Reis já chegou. A praia é o destino mais lembrado, mas nem sempre é possível se jogar nas ondas do mar. Ou os compromissos exigem a permanência na cidade ou o orçamento não comporta longos períodos à base de água de coco. 

Por isso separamos três dicas para quem quer (ou precisa) curtir o verão longe da areia e das ondas. 

RaftAdventurePark – Três Coroas – RS. Foto: Edison Vara/APf

Rafting no Rio Paranhana

Quem já pensou em topar o desafio de descer as corredeiras do Rio Paranhana a bordo de um bote inflável? O combo água gelada e experiência transformadora é a fórmula perfeita para um dia quente de verão. Em Três Coroas, distante apenas 100km de Porto Alegre, o Raft Adventure Park oferece uma estrutura completa de segurança e aventura sob a coordenação do atleta olímpico Leonardo Selbach.

Os visitantes também podem aproveitar o dia para outras atividades como paintball, tirolesa, rapel, aquaball, arco e flecha, trilha ecológica, áreas para lazer e churrasco. Informações e reservas pelo telefone (51) 99613-

9232. https://www.raft.com.br/

Colher uvas direto do parreiral

Entre janeiro e março as paisagens se transformam na região Uva e Vinho, na Serra do Rio Grande do Sul. É a época da vindima, período de colheita das uvas nos parreirais. Conhecida por sua vocação para a produção de premiados vinhos, a região também atrai milhares de turistas em busca do turismo de experiência. Visita ao parreiral, colheita e pisa das uvas, curso de degustação, almoço harmonizado, lanche típico (merendim) e visita a caves são algumas das atrações que fazem parte da programação da vindima.

Nesta época a paisagem natural da região se enriquece, coberta pelos verdes parreirais repletos de frutos com cores e tipos variados de uva, e no ar o perfume inconfundível e tentador. Tão tentador que é difícil resistir à possibilidade de participar do ritual através dos roteiros de vindima pelas principais localidades produtoras de Bento Gonçalves. Além de valorizar o trabalho realizado pelos vitivinicultores ao longo do ano, a Vindima é uma possibilidade da comunidade e dos turistas reviverem costumes e memórias dos colonizadores italianos da região.

A Giordani Turismo e Eventos, agência e operadora de turismo com raiz em Bento Gonçalves e preocupada em difundir a valorizar a cultura e aspectos locais,  montou, em parceria com vinícolas locais, quatro diferentes roteiros para viver a experiência. Os passeios acontecem até 7 de março. Informações e compras pelo (54) 3455.2788 ou no site  www.giordaniturismo.com.br

Gramado de outro ponto de vista 

Para aqueles que acham que já viram tudo que Gramado tem para oferecer, é hora de conhecer a região da cidade que deu origem ao segundo destino mais procurado do Brasil. A apenas 14km do centro, o parque Olivas de Gramado reúne plantio de oliveiras, trattoria, turismo rural, trilhas ecológicas e, a parte favorita da criançada, fazendinha com mini animais. O empreendimento é o primeiro parque de olivoturismo do Rio Grande do Sul. São mais de 150 hectares com 12 mil mudas de oliveiras plantadas de cinco diferentes variedades. Se o visitante não conhece os diversos tipos de oliva não tem problema: no parque é possível participar de aulas com degustação sensorial de azeite e, em seguida, fazer um tour guiado pela propriedade para ver na prática o que aprendeu. 

Já a gurizada se diverte com os moradores da fazendinha de mini animais. São coelhos, pôneis, porquinhos, cabras e outros amigos do mundo animal que moram em casinhas coloridas com uma vista privilegiada para o cânion Pedra Branca. Para curtir a paisagem em clima de férias, o Olivas de Gramado oferece cestas de piquenique com produtos coloniais e toalhas xadrez para sentar em frente à vista espetacular, que fica ainda mais mágica ao pôr do sol. Mas há também um almoço típico dos imigrantes para saborear a gastronomia local. 

Os ingressos para acessar o parque custam R$ 60 por pessoa e inclui acesso a todas as áreas do parque, degustação sensorial de azeites e tour guiado pela propriedade. O Parque abre diariamente, exceto nas quartas-feiras. Informações e reservas em pelo telefone (54) 3422-1382.

Deixe uma resposta