Vanilla Academy vem inovando e se tornando referência no cenário nacional

A Vanilla Academy surgiu do sonho da Chef Pâtissier Jeyce Santos, que viu a necessidade de cursos específicos na área da confeitaria. Após anos de pesquisas, trabalhos e muita garra, o sonho se tornou realidade e vem tomando proporções nacionais.

Para contar um pouco sobre essa aventura, conversamos com ela, Jeyce Santos.

Revista Camboriú – Como você descobriu a paixão pela confeitaria?
Jeyce Santos: Tudo começou quando eu tinha uns 7 ou 8 anos, onde meu pai comprou um forno elétrico e quem usava era eu, fazendo meus bolos e muita nega maluca. Quando estava fazendo bacharel em gastronomia fui trabalhar como chef de cozinha em uma empresa de arquitetura, lá acabei tendo contato ainda maior com os bolos, já que fazia muito café para eventos, nisso eu senti a necessidade de transformar meus bolos que eram gostosos em algo mais bonito esteticamente. Comecei a me aperfeiçoar e me apaixonei pela confeitaria.

RC – Já teve algum momento inusitado dentro da cozinha?
JS: Já, vários. O mais inusitado e que me marcou foi no meu primeiro bolo alto, eu não sabia como estruturar e acabei não colocando o caninho no meio. Era um bolo de noivado e a noiva trouxe as flores que ela queria colocar no bolo, eram grandes e pesadas para colocar no topo e na lateral, aí o bolo pesou e ficou arcado.

Nisso ela me mandou uma foto do bolo e falando que tinha ficado arcado, eu fiquei desesperada, mas não tinha muito o que fazer e teve que ser assim, no final ele ficou parecendo uma Torre Eiffel tortinha, caindo pro lado.

RC – Muitas pessoas lhe conheceram após o programa “Que Seja Doce – GNT”, como foi essa experiência?
JS: O Que Seja Doce foi no mesmo ano que eu estava projetando a Vanilla Academy, dei início a construção da Vanilla em Dezembro, depois que estudei a viabilidade, e no meio do ano (2017) eu fiz a inscrição sem a esperança que seria selecionada e quase um ano depois a produção me ligou e eu nem acreditei. Mas foi bem legal! Uma situação legal no Que Seja Doce foi que competi com meninas com o mesmo perfil que eu, mesmo indo no programa sem a perspectiva de vencer, vi que tinha a chance de trazer o troféu para a casa, comecei a jogar e entrar de cabeça no programa. No último momento jurava que não ganharia, mas foi uma surpresa pra mim e pra Thaís, que foi a ajudante que pude levar junto, que já trabalhava comigo.

Como o programa foi lançado no mesmo tempo que se iniciava a Vanilla, acabou dando bastante credibilidade para a marca e pra mim, pois as pessoas ficam impressionadas quando veem o troféu da GNT no meu atelier. Inclusive já tiveram pessoas que vieram encomendar o bolo do Que Seja Doce.

RC – Por qual motivou decidiu criar a Vanilla Academy?
JS: Eu sentia a necessidade do mercado. Queria um lugar que pudesse produzir meus bolos e vender, era o que eu já fazia depois da faculdade, mas sentia a necessidade de cursos e um lugar onde o aluno pudesse aprender, sem ser naquele padrão de cozinha industrial, mas sim uma cozinha bonita, aconchegante, onde pudesse acolher as pessoas, com momentos de distração, interação e amizade. Sentia a necessidade de um curso profissionalizante, que o aluno pudesse ter contato direto com a matéria prima, cada um com a sua batedeira e utensílios, assim fui construindo o desejo até se tornar realidade.

RC – Atualmente, quais os serviços que oferecem?
JS: Na escola o carro chefe é o nosso curso profissionalizante que tem a duração de três meses com dois encontros semanais, também temos os cursos de curta duração que são separados por temas, como bolo decorado, cupcake, bolachas e temas específicos. Inserimos o curso profissionalizante de panificação. Como nosso público é nacional, conseguimos adaptar esses cursos para que as pessoas pudessem vir pra cá sem ter que ter um investimento tão alto, fazendo um intensivo de confeitaria ou panificação.

RC – Quais são as novidades na Vanilla, novos cursos ou planos para o futuro?
JS: Como nosso público abrange o país inteiro, vamos lançar agora em dezembro EAD que é o ensino a distância para que possamos ter mais alcance e que mais pessoas tenham a oportunidade de estudar. Foi um grande investimento com cursos bem detalhados. Posso dizer que é o curso mais completo do país em confeitaria, onde explico em aulas com uma linguagem muito fácil, para essas pessoas que não conseguem vir até aqui.


Vanilla Academy
Maiores informações: (47) 3081-1965
Instagram: @vanillaacademy
Facebook: @vanillaacademybc
Site: www.vanillaacademy.com.br

Deixe uma resposta